10.2. “Esforçando-vos diligentemente” (Ef 4.3)

Toda a argumentação de Paulo tem um propósito. Ela fica mais clara a partir do verso 3: Esforçando-vos diligentemente (Spouda/zw) por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz” (Ef 4.3).

 

Analisemos um pouco esta palavra: Os verbos spouda/zw[1] e speu/dw,[2] o substantivo spoudh/,[3] o advérbio spoudai/wj[4] e o adjetivo spoudai=oj[5] significam “correr”, “apressar-se”, “fazer todo o esforço e empenho possível”, “urgenciar”, “ser zeloso, diligente”, “esforço” e “aplicação”. Denota uma diligência que se esforça por fazer todo o possível para alcançar o seu objetivo. O particípio presente aponta na direção de nossa responsabilidade de mantermos esta atitude constantemente.

 

Ilustremos com algumas manifestações da igreja que revelam a sua solicitude, esforço diligente por preservar a unidade:

 

10.2.1. A urgência em corrigir uma injustiça

 

  Pelas evidências que temos, Paulo fez uma visita relâmpago a Corinto – não estando esse fato registrado em Atos. Nesta visita, ele foi maltratado e insultado, o que o levou a escrever uma carta que não temos no Novo Testamento. Tito, que fora o emissário dela, voltara dizendo que os coríntios haviam se arrependido do mal que fizeram.  Paulo então escreve 2ª Coríntios, falando do zelo daqueles irmãos em corrigirem o mal:[1]

 

Porque quanto cuidado (spoudh/) não produziu isto mesmo em vós que, segundo Deus, fostes contristados! Que defesa, que indignação, que temor, que saudades, que zelo, que vindita! Em tudo destes prova de estardes inocentes neste assunto. Portanto, embora vos tenha escrito, não foi por causa do que fez o mal, nem por causa do que sofreu o agravo, mas para que a vossa solicitude (spoudh/) a nosso favor fosse manifesta entre vós, diante de Deus” (2Co 7.11-12).

 

 

Maringá, 03 de maio de 2019.

Rev. Hermisten Maia Pereira da Costa

 

*Leia esta série completa aqui.


[1]O verbo Spouda/zw, que é bem traduzido por “esforçando-vos diligentemente” (ARA), tem a sua ênfase enfraquecida em ACR, ARC e BJ, que o traduzem por “procurando”. Spouda/zw ocorre 11 vezes no NT (* Gl 2.10; Ef 4.3; 1Ts 2.17; 2Tm 2.15; 4.9,21; Tt 3.12; Hb 4.11; 2Pe 1.10,15; 3.14).

[2] *Lc 2.16; 19.5,6; At 20.16; 22.18; 2Pe 3.12.

[3]*Mc 6.25; Lc 1.39; Rm 12.8,11; 2Co 7.11,12; 8.7,8,16; Hb 6.11; 2Pe 1.5; Jd 3.

[4]*Lc 7.4; Fp 2.28; 2Tm 1.17; Tt 3.13.

[5]* 2Co 8.17,22 (duas vezes).

[6] Paulo escreveu 1 Coríntios estando em Éfeso (1Co 16.8). Paulo falou do seu desejo de ir  à Corinto (1Co 16.5). Depois disso Timóteo deve ter regressado da sua viagem, trazendo más notícias da Igreja. Possivelmente indicando que a carta de Paulo não surtira o efeito desejado e, o próprio Timóteo que lá estivera, também não obtivera êxito (1Co 16.10-11). Paulo então, diante dos fatos, resolve fazer uma viagem relâmpago à Corinto, a fim de colocar as coisas em ordem. Esta viagem não é mencionada por Lucas; nós a sabemos porque Paulo fala da sua possível terceira viagem (2Co 12.14; 13.1-2/1.15), enquanto que Lucas só descreve a primeira.

A visita de Paulo foi também frustrada; ele foi insultado (2Co 2.5-11; 7.12; 12.21), sendo menosprezado pelos falsos apóstolos (2Co 11.5;12.11). Parece que estes “apóstolos” condenavam a mensagem cristã e traziam como fonte de sua autoridade, cartas de apresentação (2Co 2.17-3.1-4).

De volta à Éfeso, Paulo escreve uma carta, a qual não chegou aos nossos dias, exigindo que o ofensor seja punido (2Co 2.3,4,9; 7.8,12). Tito possivelmente foi o seu emissário juntamente com outro irmão (2Co 7.13; 12.18). Notemos que esta carta mencionada não é 1 Coríntios, porque esta não é uma carta angustiada e marcada pelas lágrimas como Paulo diz ter escrito aquela.

Concluído o trabalho em Éfeso, Paulo partiu ansioso para Trôade, objetivando pregar o Evangelho e se encontrar com Tito. Ali teve grande oportunidade. Contudo, o fato de não encontrá-lo, fez com que Paulo partisse para a Macedônia  – provavelmente Filipos ou Tessalônica –, a fim de obter informações o mais rápido possível dele. A sua aflição era evidente (2Co 2.12,13). O que inquietava Paulo, era: Como a Igreja recebeu a sua carta? Tito chegou depois de Paulo trazendo boas notícias: A Igreja havia mudado muito apesar de haver uma pequena minoria que permanecia recusando a sua autoridade (2Co 7.5-16).


1 comentário

Jamir Mendonça da Silva · 12 de maio de 2019 às 09:36

Para mim, Paulo está falando de um esforço organizado e determinado, ou seja, de uma fé racional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *